Racionais Mc’s – Cores & Valores (2014)

Cores_&_Valores
Origem:
Brasil
Gênero(s): Rap, Hip Hop Alternativo
Gravadora: Radar Records

Após 12 anos de espera, um dos maiores grupos brasileiros de rap, os Racionais Mc’s, dão aos fãs seu mais novo álbum: Cores & Valores. O álbum em pouco tempo de lançamento já vem recebendo críticas negativas dos fãs, e sinceramente, foi isso que me chamou atenção no novo trabalho do grupo. Cores & Valores é um álbum totalmente diferente de todos os anteriores do grupo, para começar o álbum tem um total de 15 faixas e uma duração de 30 minutos, o principal fator de reclamações acima do lançamento.

Quem conhece o grupo sabe que quase todos os trabalhos dos Racionais atingiam mais de uma hora de duração e as músicas as vezes passavam ou chegavam perto da marca de dez minutos. O disco é de certa forma “divido”, como se fosse um LP, há as faixas do lado A e as do lado B, e é assim que as faixas são distribuídas aqui. No nosso “Lado A”, temos vinhetas e rápidas músicas, que batem a marcação de 24 segundos a 2 minutos, para “montar” a música Cores & Valores/Somos o que Somos”. São beats e samples crus, simples e sem muita variação, inspirados no hip hop americano, talvez.

Ainda temos faixas como “Eu Compro”, que fala sobre a ostentação que muitos rapper e mc’s brasileiros vem fazendo, tanto em suas letras como em sua personalidade. Outra faixa interessante é “A Escolha que Fiz”, que fica sobre a voz de Edi Rock contando a história de um assaltante. Nosso “Lado B”, é bem diferente do que vamos ouvir sobre o conceito de “Cores & Valores”, são beats com um tom mais funk e soul, variados e mostrando o grupo relembrando acontecimentos de sua longa carreira no cenário do hip hop brasileiro.

Em “A Praça”, o ouvinte é recebido pelas vozes de repórteres como William Bonner, e a letra fala sobre o caos na Praça da Sé em 2007, quando o show do grupo na Virada Cultural acabou em confronto com a PM e o público. Temos ainda “O Mal e o Bem”, que foi minha faixa predileta do álbum, é a mais longa com exatos 5 minutos, é bem soul e fala sobre o encontro de Edi Rock e KL Jay nos anos 90. Temos também “Quanto Vale o Show?”, o primeiro single do álbum, que foi o que fez a maioria dos fãs terem críticas negativas sobre o álbum. Ela conta com o sample de “Gonna Fly Now”, tema do clássico filme de Sylvester Stallone, Rocky. Temos ainda “Você Me Deve”, com uma batida boa para dançar e um sample interessantíssimo. Por último, o disco fecha com “Eu Te Proponho”, uma letra romântica cantada por Mano Brown.

Cores & Valores certamente é um álbum bem diferente comparado ao resto da discografia dos Racionais Mc’s, mas isso não é um ponto ruim. O disco mostrou inovação e um amadurecimento gigantesco na musicalidade do grupo, provando que eles ainda podem fazer um bom trabalho mesmo após doze anos. É um disco curto, direto e enigmático, mas que tem o seu charme. É um novo passo na carreira do grupo e com certeza está sendo julgado de forma errada. Eu recomendo que escutem bem antes de criticar, pois é óbvio que todos querem que o grupo lance músicas que sejam clássicos instantâneos como “Negro Drama” e “Vida Loka II”, mas é melhor esperar, com o tempo tenho certeza que pode ser considerado um clássico pois a inovação e amadurecimento contidos aqui são incríveis, é com certeza um dos melhores álbuns de rap que já ouvi, e com o tempo é provável que tenha seu marco na carreira dos Racionais.

Sem título-19

Anúncios