Os cinco melhores shows do Rock in Rio 2013

Rock in Rio
Bom, um pouco atrasado, resolvi fazer um Top 5 da última edição do Rock in Rio. O maior festival da música brasileira nos deu uma boa dose de inferioridade ao festival de 2011. Mas, nem tudo foi negativo, tiveram shows ruins, shows medianos e alguns shows muito bons, os quais eu trarei para vocês nesta resenha. Venham comigo para conferir clicando na continuação.

05 – Ghost

Ghost
Pois bem, vamos começar com algo que causou certa “polêmica” no festival. O Ghost, ou Ghost B.C., como preferirem. A questão que todos abordaram no show do Ghost foi a sonoridade das músicas. Óbviamente, muitos ficaram “desapontados” com uma banda de músicas tão calmas e leves vindo após um show matador do Sepultura (que comentarei mais a frente). O que eu falei para muitos, é: você precisa entender a proposta da banda para poder criticá-la.

O Ghost faz essa sonoridade por gosto, já que são inspirados em músicas setentistas e até algumas sessentistas, sendo que um dos Nameless Ghouls chegou a comentar na entrevista pós-show que uma de suas grandes influências eram os Beatles. O maior problema do show foi de fato o público presente, que era “headbanger” demais para ouvir algo como o Ghost. Com suas melodias leves, calmas e por vezes com certo peso, é difícil acreditar que músicas falando sobre satanismo sejam tão agradáveis de ouvir. Acho que foi um dos melhores shows do evento sim, tente assistir o show com calma e esqueça dos esteriótipos “metaleiros” que todo mundo por aí adota, vale a pena rever seus conceitos.

04 – Marky Ramone’s Blitzkrieg

Michale Graves
Creditada como “Marky Ramone + Michale Graves”, a Marky Ramone’s Blitzkrieg foi uma grande atração do Palco Sunset, que juntou milhares de fãs dos Ramones e dos Misfits. Em um repertório com 26 músicas, sendo grande parte dos hits do Ramones e alguns do Misfits, durante uma hora a banda agitou o público presente na Cidade do Rock. Marky Ramone já não é o mesmo de antes, a idade avançada já faz com que algumas músicas saiam diferentes, mas mesmo assim ele cumpre seu trabalho e faz os fãs pularem, fazerem a clássica “roda-punk” e cantar sucessos de uma das maiores bandas de punk da história.

Michale Graves por sua parte atua bem nos vocais e passa energia ao público. Nos dando uma parte onde tocou alguns clássicos do Misfits como “Saturday Night” e “Descending Angel” em acústico, e trazendo um dos maiores hits de sua ex-banda: Dig Up Her Bones (música com a qual Graves trabalha até hoje). Foi realmente um show incrível, e quanto mais passava, melhor ficava. O único problema foi o próprio Ramone que pegou a mania de explorar a “marca” Ramones no máximo possível. Mesmo assim, foi um show marcante, merece entrar aqui.

03 – Sepultura + Tambours du Bronx

Andreas Kisser
Caramba, esse show superou todas minhas expectativas. Depois de uma apresentação incrível em 2011, o Sepultura, junto com o grupo francês de percussão Tambours du Bronx, voltou para mostrar que essa parceria pode dar certo outra vez. Contando com clássicos da banda brasileira incorporados de percussão e músicas do grupo francês, que não são ruins, incorporados de Groove Metal. O único ponto negativo foi em questão da setlist, que poderia ter contado com mais músicas do aclamado Roots, que foram praticamente pensadas em percussão, tais como Breed Apart e, minha favorita, Ratamahatta.

Fora isso, foi uma performance extremamente incrível. As músicas porradas do Sepultura e a “batucada” nos latões do Tambours du Bronx casaram perfeitamente. É provável que daqui há uns tempos haja uma review mais detalhada da performance, já que a mesma será lançada em DVD. Se ainda existir algum vídeo da apresentação, tanto de 2013 como de 2011, vale muito a pena dar uma conferida.

02 – Iron Maiden

Bruce Dickinson
Minha banda favorita, fechando o maior festival de música brasileiro, simplesmente incrível. Quando se fala em Rock in Rio, se pensa em Iron Maiden. A banda já tocou no evento três vezes, contando com este ano, e ainda gravou um álbum/dvd, que é um dos melhores Lives da banda, ao meu ver. Com um setlist recheado de clássicos absolutos o Iron Maiden fez uma performance para nenhum fã ou “não-fã” reclamar.

Algumas como The Trooper, The Number of the Beast e até mesmo Fear of the Dark (que fica mil vezes melhor ao vivo) simplesmente não enjoam, e a apresentação foi totalmente elétrica e animada. A base brasileira de fãs do Iron Maiden, apesar de ser chata, é, talvez, uma das melhores. Não só o vocalista Bruce Dickinson, mas como todo o Maiden, tem um certo apego pelo Brasil, já que o público nunca decepciona. Foi totalmente marcante, quem sabe, superando até mesmo suas apresentações anteriores.

01 – Bruce Springsteen

Bruce Springsteen
Amigos, acho que todo o Rock in Rio se resume a essa apresentação. Bruce Springsteen conseguiu mostrar que ainda sabe fazer um show e que consegue fazer isso de maneira extremamente fácil. Acompanhado da E Street Band, Springsteen nos presenteou com uma apresentação inesquecível. Com mais de duas horas e meia de duração e um set list de 26 músicas, o público não parava de cantar e se dirvertir durante o show, e Springsteen mostrou que está apto para fazer mais apresentações por aí.

Destaque para o início onde este entrou cantando “Sociedade Alternativa” do lendário Raul Seixas, em um português muito bom. Além disso, o setlist contou com o clássicaço Born in the USA inteirinho. Da primeira à última faixa do álbum, todas regadas de bastante energia e alegria, de modo extraordinário. Não há sombra de dúvidas de que essa bateu de longe todas as apresentações do evento, e que vale muito a pena ser vista de novo e de novo. Acho que o primeiro lugar é mais que merecido.

__________________________________________________________________

Bom galera, todos sabem que não sou um bom escritor e ainda estou tentando me aprimorar nesse quesito de “crítico”. É o primeiro Top que faço, quem sabe eu faça outro com o tempo. Eu gostaria muito de comentários sinceros, falando a verdade sobre meu texto para que eu possa aprimorar minhas próximas reviews. Não esqueçam de dar uma olhada nas outras reviews do site. Até a próxima, abraço!

2 pensamentos sobre “Os cinco melhores shows do Rock in Rio 2013

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s