Brujeria – Brujerizmo (2000)

Brujeria - Brujerizmo (2000)
Origem:
México
Gêneros: Groove Metal, Metal Extremo
Gravadora: Roadrunner

Brujeria é uma banda mexicana pioneira nos estilos de Grindcore e Deathgrind, onde normalmente escrevem músicas falando sobre satanismo, anti-cristianismo, tráfico de drogas, sexo, imigração e política. Eu sempre gostei da sonoridade da banda, apesar de não ser um grande fã da cena Grind. O único problema era que algumas músicas da banda eram muito curtas, uma espécie de tradição do Grindcore, e também os vocais eram meio estranhos, graves demais e difíceis de entender. Entretanto, em 2000, o Brujeria surpreendeu a todos com o seu terceiro álbum: “Brujerizmo”.

Todos concordaram que a banda teve uma mudança grande de estilo, passando de Grindcore para Groove Metal. O disco começa com a faixa que levou o nome do disco: “Brujerizmo”. Aqui já podemos ver totalmente as mudanças na sonoridade da banda que, embora continuasse pesada, conseguiu fazer vocais mais audíveis e uma sonoridade de guitarra muito boa. A música fala de Anti-Cristianismo e Satanismo, de certo modo, a mensagem que passa é que Cristo não salvará a todos, algo deste tipo. A próxima faixa é “Vayan Sin Miedo”. Aqui, a banda começa a mostrar o lado mais extremo do disco, com uma música pesada, rápida e violenta, contando com alguns gritos também. A letra fala sobre imigração, dizendo que podem atravessar a fronteira sem medo.

“La Tración” é a terceira faixa, aqui temos uma duração menor, mas a música continua no lado extremo do disco. Aqui voltamos para o lado Groove do álbum com “Pititis, Te Invoco”, que fala sobre uma bela bruxa com quem o vocalista quer se envolver em uma relação sexual. O instrumental da música é muito bom, e a guitarra segue sempre na mesma linha. Entramos novamente para o Extreme Metal com a quinta faixa, “Laboratorio de Cristalitos”, outra faixa curta, que fala sobre um Laboratório de cocaína. “Division del Norte” volta para o lado Groove, uma faixa pesada e lenta, falando novamente sobre imigração. Na opinião do autor, a faixa de destaque do álbum. “Marcha de Odio” continua no estilo groove, sendo pesada e mais rápida que a anterior, chegando a lembrar do Pantera, na minha opinião.

Aqui temos uma música de política, “Anti-Castro”, pesada, rápida e violenta, fala sobre um movimento contra Fidel Castro, chegando a ter algum “toque mexicano” na sonoridade. “Cuiden a los Niños”, a segunda melhor faixa do disco, na minha opinião, fala sobre crianças que entram para o satanismo por serem sozinhas. Ela traz de volta o gênero Groove Metal, novamente, lembrando o Pantera na sonoridade das guitarras. “El Bajón” é a mais pesada do álbum, bateria frenética e guitarras rápidas, entretanto, ela é muito curta, o que dá a sensação de que ela é incompleta.

“Mecosario”, ainda no estilo Groove, é a anti-penúltima faixa, e confesso que não entendi muito bem sobre o que é, se descobrirem, me avisem. A faixa é boa, e o refrão é fácil e fica na sua cabeça por um tempo. “El Desmadre” é bem pesada e rápida, embora tenha uma duração curta, o ponto alto é o solo de guitarra, o primeiro e único do disco. O disco é fechado de modo excelente com outra faixa do mesmo estilo de “Division del Norte”, lerda e pesada, “Sida de la Mente”é a maior faixa do álbum, com 04:35. A letra fala sobre uma espécie de vírus que te impede de tomar decisões próprias, o que te faz ir na laia dos outros, e, na minha opinião, fecha o álbum muito bem.

Ao todo, Brujerizmo é um álbum ótimo para quem gosta de escutar esse estilo de música, como eu. Os defeitos estão em poucas músicas, que tem pouco mais de um minuto. Não que isso prejudique as músicas, mas talvez se tivessem entre três ou quatro minutos, assim como as outras, talvez teriam letras mais elaboradas e uma sonoridade melhor, não deixando aquela impressão de uma música incompleta, outro ponto fraco é que poderiam haver mais solos de guitarra, que, nesse estilo de música, geralmente faz falta. Fora isso, Brujerizmo é, sem dúvidas, o melhor álbum do Brujeria. Existem rumores de que a banda possa lançar um álbum novo até ano que vem, após 13 anos sem gravar nenhum trabalho em estúdio. Caso seja verdade, resta esperar e se contentar com este grande trabalho da banda mexicana.

Sem título-20

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s