Univers Zero – Heresie (1979)

Origem: Bélgica
Gêneros: Rock In Opposition, Chamber Rock, Rock Progressivo
Gravadora: Cuneiform Records

Complexo, denso, tenebroso, atmosférico, sombrio, aterrorizante e qualquer outro adjetivo que seja relacionado a este álbum sempre será deste jeito que eu fiz. O maior expoente do movimento RIO (movimento que fazia oposição ao Punk Rock e a Disco) e da música belga, o Univers Zero, demonstram um som muito difícil de se digerir por completo e é extremamente hipnótico. Eu por exemplo, não consigo me focar em leituras ou em outras atividades enquanto ouço esse álbum. Minha mente não consegue se focar em outra coisa a não ser na música desses caras. Se você esperar ouvir um canto demoníaco, aqui não haverá. A banda composta por Roger Trigaux (guitarra, piano, órgão e harmônio), Guy Segers (baixo), Michel Berckmans: oboé e fagote), Patrick Hanappier (violino e viola) e Daniel Denis (bateria e percussão) fazem um som instrumental que só possui algumas vozes, vindas do baixista Guy Segers. Eles não precisam de berros infernizantes para fazer uma trilha sonora de filme de terror, pois isso eles conseguem fazer com instrumentos e fazem de forma excelente!

Não que eles tiveram intenção de fazer uma trilha sonora de filme de terror, como Mike Patton teve quando fez Delìrium Còrdia, álbum de 2004 do Fantômas (que é um dos diversos projetos paralelos do homem). Os membros do Univers Zero eram fãs de histórias de terror e após o álbum 1313, de 1977, a banda queria se estabelecer ainda mais na música, e lançou este disco que facilmente pode ser considerado o mais macabro da história da música, além de ser o clássico da banda. E não falo isso da boca para fora.  As composições deste álbum são crescentes, agarra-nos pelos braços e leva-nos pelas mais diversas paisagens de horror, hora nos rodeia de vozes entoando mantras, hora nos guia com violino, depois com clarinete agonizante, até então culminar em seções de solo que, em músicas como “Jack The Ripper”, o violino consegue simular, acredite (se não acreditar ouça), um esquartejamento. É inacreditável o que esses caras fazem com os instrumentos de câmara.

Este álbum possui apenas três faixas, sendo que a primeira faixa é “La Faulx”, possuindo longos 25 minutos e com uma introdução que dura 10 minutos. A segunda faixa, “Jack The Ripper”, possui mais de 13 minutos, e a faixa de encerramento, “Vous le Saurez en Temps Voulu”, possui quase 13 minutos. Essas três canções juntas formam em quase 52 minutos um álbum com melodias profundas e muito incomuns. Você percebe a originalidade do grupo com uma música que você pensa que nunca iria existir se você não fosse procurar, mas sim, ela existe e é excelente. Honestamente, não consigo aprofundar mais no álbum em palavras, pois é muito difícil descrever a banda sem se repetir nos elogios. Poderia aprofundar sobre a música, mas com as informações que eu já trouxe, são desnecessárias e basta você ouvi-las para saber o que você terá que ouvir novamente (algumas pessoas dizem que já ouvirem este disco mais de 10 vezes e nunca digeriram), mas será extremamente recompensador. É extremamente recomendado a todos que realmente querem conhecer uma música diferenciada, com influências neo-clássica e querem sair da zona do conforto ou que gostem de coisas extremamente sombrias.

1 – La Faulx

2 – Jack The Ripper

3 – Vous le Saurez en Temps Voulu

3 pensamentos sobre “Univers Zero – Heresie (1979)

  1. Nossa, esse álbum eu não conhecia! Estou ouvindo, e está muito bom até agora…
    Falando em músicas “de terror”, eu sou o único que fico tenso ouvindo “Climbing Up the Walls”?:/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s