Megaherz – Götterdämmerung (2012)

Origem: Alemanha
Gêneros: Metal Industrial, Metal Alternativo
Gravadoras: ZYX Music, Goldencore Records

Você gosta de Rammstein e/ou de Oomph!? Então você tem motivos para curtir ou repudiar o som do Megaherz. Antes de terem um som parecido com dessas duas bandas citadas, o Megaherz, composto por Alexander “Lex” Wohnhaas (vocais), Christian “X-Ti” Bystron (guitarra principal e programação), Wenz Weninger (baixo), Jürgen “Bam Bam” Wiehler (bateria) e Christoph “Chris” Klinke (guitarra secundária), eram uma banda com Metal Alternativo bem sombria, parecida com Faith No More, até fazer este som atual. A banda faz parte do Neue Deutsche Härte, que seria a “Nova Dureza Alemã”, que misturaria Hard Rock, Groove Metal, Metal Alternativo, Música Eletrônica e o Rock alemão. É equivalente a “New Wave Of British Heavy Metal” e “New Have Of American Heavy Metal”.

De uma maneira resumida, o som do grupo, que se estende por 11 faixas com uma duração aproximada de 49 minutos, abrange um som pesado, aliado a uma mistura de Música Eletrônica (sem ferir fatalmente o som), como o Rammstein faz em sua música, mas soa imprevisível, o que não ocorre com facilidade no Megaherz, e as vezes parece irritante e frustrante. E todas as canções que são em alemão não ajudam nem um pouco a aproximar os não acostumados a língua européia (quem não gosta de Rammstein/Oomph!, por exemplo), a não ser claro um pequeno uso de Inglês em certas canções, como “Heute Nacht”. “Jagdzeit” é a faixa de abertura e a mais grudenta também, soa comercial mesmo com o peso e com a voz de alemão assassino do vocalista, e nessa canção ainda possui a participação de uma voz feminina na qual eu não sei quem é.

As faixas posteriores, “Heute Nacht” e “Keine Zeit” tem aquele porrada, principalmente a terceira faixa, mas não são grudentas como a primeira. “Heute Nacht” tem aquela cara de música complementadora de álbum, não empolga e não é criativa, mas ainda é boa, já “Keine Zeit” é mais diversificada comparada as outras duas, tem momentos pesados, rápidos, doidos, é uma canção bem chamativa. Já “Das Litch Am Ende Der Welt” começa com uma introdução sinfônica que percorre durante a música toda. É uma bela canção, ainda mais por ser mais calma do que as outras. Um dos pontos fortes do disco. Em “Rabenvater” o peso retorna, e de certa forma a imprevisibilidade aparece no meio da canção com um piano (som originado em um teclado, obviamente), e ela é igualmente grudenta em seu refrão como “Jagdzeit”, que tem uma influência mais visível do Hard Rock, assim como “Rabenvater”, mas menos visível.

“Prellbock” é notável uma perda de criatividade e um péssimo gosto da banda em certas partes. Aquele mesmo peso de outras faixas misturada com a Eletrônica só faz parecer que a banda é feita para aquelas baladas tchecas. “Manm Im Mond” é mais passiva, tendo um teclado na sua introdução que soa infantil e de certa forma natalino, se assim posso dizer, que também encerra a faixa. É algo do mesmo nível de “Das Litch Am Ende Der Welt”, mas ainda se destaca. Em “Feindbild” o vocalista parece querer misturar no som já repleto de misturas o Rap. Até que não fica ruim, mas totalmente desnecessário. “Herz Aus Gold”, “Abendstern” e a faixa de encerramento, “Kopf Oder Zahl” são a demonstração da perca do peso e da criatividade e chegam a serem chatas e comuns. Não conseguem agradar como no início do álbum e apenas preenchem espaço deixado.

Em resumo, é um bom disco, e só. Tem seus momentos interessantes e bacana, mas com o decorrer do disco, temos uma queda de criatividade e de força (lê-se peso) nas canções que chegam a impressionar. Se organizassem melhor, poderiam lançar o disco como um EP tendo apenas as melhores canções, ao invés de várias faixas que só estão ali por enfeite. Se você gosta de Rammstein e Oomph! e não for do tipo “não aceito plágios”, é extremamente recomendado. Agora, se quiser algo inovador, excelente e que não é cansativo, passe longe deste disco.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s