Children Of Bodom – Relentless Reckless Forever (2011)

Origem: Finlândia
Gêneros: Death Metal Melódico, Death Metal
Gravadora: Spinefarm

O Children Of Bodom é hoje uma das bandas de Death Metal(ou Melodic Death Metal, como preferir, eu apenas não gosto deste nome, pois, o que tem de melódico em Death Metal?) mais conhecidas no mundo, e com certeza a mais famosa em seu país de origem, a Finlandia. O grupo fez grandes albuns que são muito lembrados entre os fãs do genêro e da banda, como Follow The Reaper e Hate Crew Deathroll. Mesmo o guitarrista e vocalista da banda, Alexi Laiho, não gostar do álbum de 2005, Are You Dead Yet?, muitos consideram que o Children Of Bodom não possuí sequer um ponto fraco na carreira, com todos os álbuns sendo otimos. Então é que chega 2011, e com Alexi dizendo que a banda estava determinada a fazer o melhor álbum deles. Se eles conseguiram? Tire suas conclusões agora.

Tudo começa com a faixa que virou minha favorita do disco, Not My Funeral, e já dá para perceber que o álbum foi muito bem produzido, na intro tem sons fantásticos. Alexi nos chama para começar o álbum ”C’ Mon!” e começa a pauleira, muito boa, por sinal. Uma faixa que tem um refrão muito viciante, uma letra que eu gostei, melhor faixa para abrir o álbum não tinha. O entrosamento entre Alexi e Roope nas guitarras junto com o espetâcular tecladista Janne Wirman continua que nem á 5 anos atrás, ou até melhor. Uma faixa pesada, mostrando um vocal incrível de Alexi Laiho e junto com Janne faz a música ficar muito boa, uma das melhores do CD.

Continuamos com uma que eu gosto muito também, a Shovel Knockout, e na segunda faixa a gente percebe a diferença do Relentless Reckless Forever aos demais albuns da banda, as guitarras estão mais lentas, com mais feeling, perdendo um pouco aquele estilo rápido que sempre foi conhecido as guitarras do COB, que alguns até falavam que o Power Metal era um sub-genêro da banda, levando em consideração tal velocidade das guitarras. Bom, isso não quer dizer que ficou menos pesado, e Shovel Knockout mostra isso, paulada de primeira com um outro refrão para gritar até ficar rouco, uma das melhores do disco também.

Agora temos Roundtrip To Hell And Back, uma das mais famosas do álbum, sendo que possuí Video-Clipe. Mantém o peso do álbum, refrão outra vez muito bom, apenas cansando um pouco os backing vocals, que sempre são do mesmo jeito. Mantendo o peso e qualidade do álbum, outra faixa excelente. Prosseguimos com Pussyfoot Miss Suicide, outra música muito boa, os vocais do Alexi nessa faixa me encanta, sem falar que é outro refrão sensacional.

A faixa-título é a quinta canção, e ela permanece a grande qualidade do disco, solo muito bom da dupla Alexi e Janne(outra vez eles). Ugly continua o CD, umas das queridinhas dos fãs. Ela tem umas partes rápidas, lembrando mais as canções antigas da banda, ou “Children Of Bodom Old Shit/School”, como Alexi Laiho gosta de falar. Ugly possuí uma letra muito ruim, algo bruto, mas ai você me pergunta “Mas normalmente, as letras de bandas de Death Metal não são brutas?”, sim, elas são, mas não no modo bruto idiota, exemplo: I have run foward, still mostly – Take a look at your face and you will burn – What to say… you’re so ugly – So god damn ugly. Uma banda como o Children Of Bodom, que sabe fazer suas brincadeiras muito bem, deveria saber que uma letra dessa apenas cai a qualidade da musica, aliás, o que fez eles escrever algo que diz que uma pessoa(de aparência) é tão feia que se ela se olha-se iria queimar? Mas é apenas um detalhe, musica boa, mas não é das que eu mais gosto.

A sétima faixa é Cry Of The Nihilist, e que trabalho dos senhores Janne Wirman em seu teclado e Jaska Raatikainen na sua batera(aliás, ta matando a pau em todas). E não podemos esquecer também o grande baixista Henkka Seppälä, muito técnico e que faz as guitarras da banda soar muito pesadas com estilo. A faixa é otima, como de costume nesse álbum(outro grande refrão, acompanhado com um riff matador).
Was It Worth It?, a single do CD é a próxima, uma das minhas favoritas também, e que refrão! Um grito tenebroso de Alexi Laiho no final dele dá um ar tão pesado e sentimental ao mesmo tempo, outra que corre sérios riscos de você viciar. Was It Worth It? Também possuí um Video-Clipe. Achei bem legal ele, e conta com a participação do Skatista Profissional Chris Cole.

A nona e ultima música do álbum é Northpole Throwdown, guitarras muito bem executadas nessa faixa, vocal do Alexi também muito bom, como esse cara sempre está evoluindo vocalmente é incrível. Faixa muito boa para fechar o álbum, mas ainda tem uma Faixa-Bonus, e como sempre, o Children Of Bodom leva em tom de brincadeira, fazendo covers que nenhuma outra banda séria de Metal fazeria, e o cover da vez é Party All The Time, do Ator Estadunidense Eddie Murphy. Ficou bem divertida, e pode viciar, já que a música é bem grudenta. Achei legal a versão deles e mostra que o Metal não precisa ser tão sério como muitos levam, isso também é questão de se divertir, e a banda manda muito bem nisso.

Relentless Reckless Forever chega ao fim, e sobre a pergunta, se é o melhor album da banda… Algo muito difícil de se responder, como que a banda tem muitos albuns otimos no seu repertório, eu acho melhor dizer que o Children Of Bodom fez um álbum diferente dos seus anteriores(como eu achei o seu antecessor, Blooddrunk, diferente também) e quem gosta mais do estilo antigo ou rapído da banda não vai achar que Relentless Reckless Forever o melhor album, eu o ouvindo com mais calma cheguei a conclusão que este disco é um dos melhores do ano, Death Metal de primeira. Mas como a banda tem muitos discos excelentes, é difícil dizer qual é o melhor, eu prefiro ouvir o Relentless Reckless Forever e deixar isso pra lá, pois é um grande álbum e merece destaque nesse ano.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s