Indigofera – Indigofera (2011)

Origem: Brasil
Gênero: Metal Progressivo, Rock Progressivo
Gravadora: Independente

O quarteto formado por Jopa Travassos (vocalista e guitarrista), Eric Lindgren (tecladista), Guilherme Lopes (baixista) e Rafael Marcolino (baterista) é a primeira banda brasileira e primeira banda independente a ser analisada aqui no blog. O grupo lançou o EP auto-intitulado, que você pode ouvir online no MySpace, clicando aqui. Agora vamos para a análise em si…

Metal Progressivo e Rock Progressivo são meus gêneros favoritos atualmente. Poucas bandas me decepcionaram. Essas bandas, em sua maioria, sempre tiveram uma magia que me consquistou. Indigofera é uma dessas bandas que me conquistaram com sua soberba magia.

O EP começa com “The Best 10s”, e começa de uma maneira incrível. Um som complexo, bem trabalhado, mas lindo. O vocalista Jopa faz um belo trabalho, com sua bela voz que em alguns momentos lembra André Matos. O instrumental é impecável e muito bonito. Excelente começo de EP. A segunda faixa é “Slave”, minha faixa favorita, que começa com a participação especial do vioncelista alemão Albrecht Breuninger, e o que eu posso dizer é quão lindo e magnifício esta introdução. Após a introdução, a banda vem e faz um som incrível. Em um momento da música, em por volta de 2 minutos, eu pirei, no bom sentido, com que a banda é capaz de fazer. É um som soberbo. Após está incrível faixa, temos “Old Burden”. Ela começa bem interessante. O refrão é cativante e empolgante, e os vocais de Jopa são impressionantes. Em alguns momentos ela não me agrada, em outros, é incrível a musicalidade dessa banda de Niterói, do Rio de Janeiro.

A quarta faixa é “de Cassia Acacia”, uma balada instrumental,se assim posso dizer. A música com um violão, após um momento, um segundo violão junta-se a música e um pouco depois, um piano vem acompanhar essa belíssima música. A próxima faixa é “Little Bee”, que continua a faixa anterior. É uma linda balada, mas “de Cassia Acacia”, mesmo sem a bela voz de Jopa, ainda soa um pouco superior, o que não tira a qualidade de “Little Bee”, mas em minha opinião, pode ser considerada a mais fraca do EP, ou melhor dizendo, a menos forte. A última faixa é “Born From Fire”, que começa como uma linda balada, com mais uma participação especial de Breuninger, mas ao decorrer de sua introdução, ela se transformar em uma incrível música. Ela volta com a energia de “Old Burden” e “Slave”. O trabalho do baixista Guilherme é ótimo, assim como da banda inteira. Música muito bem trabalhada, encerrando com classe o EP.

O que eu posso dizer sobre esses caras do Rio de Janeiro é meus parabéns. Fizeram um EP incrível, majestoso. Não só merecem como já deveriam ter um contrato com uma gravadora. Desejo a eles tudo de bom, pois seu trabalho é ótimo e merece ser divulgado. Um EP muito bem trabalhado, maduro, e principalmente, excelente. Meu único problema é as músicas serem em Inglês. Não que isto seja ruim, mas a música brasileira precisa de bandas como Indigofera, e dificilmente uma banda do nível desses caras irão surgir e cantando em Português.

2 pensamentos sobre “Indigofera – Indigofera (2011)

  1. Andrews,

    Gostaria de muito agradecer, em nome de todos da banda, pelo interesse em nosso trabalho e pela dedicação ao escrever esta resenha.

    Ficamos muito satisfeitos com os comentários. Este é o nosso pagamento: saber que conseguimos proporcionar bons momentos aos nossos ouvintes.

    Meus parabéns pela iniciativa do blog.

    Um abraço,
    Cordialmente,

    Jopa Travassos.

    • Muito obrigado por comentar e por fazer música de ótima qualidade. Espero poder ouvir mais de vocês e poder ver vocês obterem o merecido sucesso!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s